Samba Da Vela

Pra quem gosta de samba!

“No dia 17 de julho de 2000, quatro jovens compositores da periferia de São Paulo reuniram-se no bairro de Santo Amaro. Precisamente na Rua Doutor Antônio Bento, 257. Era noite de segunda-feira. Cavaquinho, pandeiro, surdo, tamborim. Junto a outros amigos formaram uma pequena roda de samba onde, inicialmente, começaram a cantar seus próprios sambas, a mostrá-los uns para os outros. O clima de descontração tomou conta do ambiente. A empolgação foi coletiva e desenfreada. Quando deram por si vararam a madrugada e sabia-se que o repertório não era nada pequeno. Como finalizar uma reunião ambientada à música, se o que pairava à volta era a descontração, a simplicidade e a felicidade em mostrar e conhecer a forma como um falou do amor, como o outro gritou seu protesto, como o outro expôs seus sentimentos em forma de versos e em ritmo de samba? Difícil. Além disso, antes dos sambas serem cantados os compositores instintivamente contavam sua história, o porquê de sua criação.

Então uma luz! Sim, foi preciso uma luz. Como em toda a circunstância de nossa vida, agradável ou não, sempre haverá uma luz.

-Vamos acender uma vela – disse um deles. Começamos a cantar os sambas enquanto sua chama perdurar até o último facho de luz.

Quando a vela apagar estará encerrada a mostra de sambas.

Num primeiro momento a idéia causou certa estranheza, mas logo foi aceita por todos e colocada em prática. A vela serveria como um relógio. Mal sabiam aqueles sambistas a amplitude que a luz daquela pequena chama alcançaria. E, assim, outros compositores foram convidados a participar daquela reunião, a mostrar seus sambas, que por sua vez falou para outro. O círculo de amigos aumentou, novos amigos foram conquistados, novas parcerias foram formadas, muitos sambas criados. Estava criada a Comunidade Samba da Vela.”  texto de Edvaldo Galdino retirado do 1. caderno de 2009 da Comunidade Samba da Vela

 

Comunidade Samba da Vela

Casa de Cultura de Santo Amaro -Dr. Praça Francisco Ferreira Lopes, 434(altura do n.º 820 da av. João Dias / em frente a Biblioteca)
Tel: (11) 5522-8897 / (11) 5691-0164
 

Toda segunda-feira as 20h30

Contribuição Voluntária: R$3,00

www.sambadavela.com.br

http://www.sambadavela.org.br/
“Vem cantar gente boa

Vem sambar gente boa

Cantando, bebendo e sambando

Ninguém fica à toa”

(Maurílio de Oliveira/Magnu Sousá)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: