Arquivo para outubro, 2010

34a. Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Posted in Cinema on outubro 29, 2010 by Cá Oliveira

Está acontecendo a 34a. Mostra Internacional de Cinema de São Paulo que vai de 22 de outubro a 4 de novembro. Como sempre, muita coisa boa e muita coisa esquisita! E por isso que é bom!!

Programação no http://www.mostra.org/

Banda Urbana do Movimento Elefantes se apresenta no Museu da Casa Brasileira

Posted in Grátis, Música on outubro 29, 2010 by Cá Oliveira

Banda Urbana do Movimento Elefantes se apresenta no Museu da Casa Brasileira

 

Banda Urbana.

A Banda Urbana lança pelo selo Elefantes (em parceria com o selo Kalamata) seu primeiro CD, intitulado “Urbana”, no dia 31 de outubro, às 11h, no Museu da Casa Brasileira.

O selo Elefantes pretende difundir a música instrumental das 10 big bands paulistas que integram o coletivo em atividade desde 2009. Além dos lançamentos das bandas Projeto Meretrio, Banda Jazzco, Projeto Coisa Fina, Big Band da Santa e Banda Urbana – realizados em 2010 – está em fase de produção o CD que reúne todas as bandas do Movimento Elefantes, com lançamento previsto para 2011.

Álbum “Urbana”

O primeiro álbum da Banda Urbana traça a trajetória musical do grupo revelando elementos de brasilidade, principal característica, que permeia todos os arranjos e a maior parte das composições do CD.

Em suas dez faixas, “Urbana” apresenta composições autorais de Rubinho Antunes e João Lenhari – integrantes da banda – além de músicas dos consagrados Gilberto Gil, Djavan, Tenório Júnior e Guinga.

Um dos destaques do disco é a participação de Nailor Proveta, com o arranjo para Embalo (de Tenório Júnior) e solos, feitos especialmente para o CD. Outra surpresa é a composição, de Charlie Parker, Dona Lee que recebeu os arranjos de João Lenhari dando o tom brasileiro à clássica composição do jazz. O disco conta também com a participação da flautista Léa Freire, que faz um solo em sua composição “Casa da Sogra”.

Banda Urbana

Liderado pelo músico Rubinho Antunes foi criada na capital paulista, no início de 2006, e é formada por 13 integrantes (3 trompetes, 3 trombones, 4 saxofones , baixo, bateria e guitarra).

A Banda Urbana parte da influência das Big Bands para uma releitura atual que traz uma sonoridade marcadamente brasileira.

Os integrantes da banda são músicos que, com frequência, tocam com importantes artistas brasileiros com Johnny Alf, Zizi Possi, Roberto Carlos, Fabio Junior, Toquinho, Daniel, Gean e Geovani, Chitãozinho e Chororó, e têm a Banda Urbana como espaço de liberdade e criação para seu trabalho autoral dentro do estilo que mais os agrada, a música instrumental brasileira.

FONTE: http://vilamundo.org.br/

Show Antropofagia, com Renato Dias, hj, no Centro Cultural Rio Verde!

Posted in Baratinhos..., Música on outubro 29, 2010 by Cá Oliveira

 

 

 “Antropofagia” é o relato de demandas antropofágicas do samba através da ruralidade e suas vertentes, passando por cantigas afro-indígenas dos terreiros de umbanda. A formação genética do povo brasileiro reflete nesta música o requinte melódico e o batuque viceral – herança do africanismo bantu – que estabelece a sincopa do nosso samba e traz no banzo o lamento dos escravos que rodeia o subconsciente da música brasileira.

O QUE: Espetáculo musical “Antropofagia – O ritual samba-antropofágico do mestre de cerimônia”,  com Renato Dias

ONDE: Centro Cultural Rio Verde – R. Belmiro Braga, 181 – Vila Madalena. Tel.: (11) 3459-5321

QUANDO: 29 de outubro

QUE HORAS:  às 23h

QUANTO: 10 reais

QUEM MAIS VAI TOCAR: O espetáculo conta com Renato Dias (voz e pandeiro), Edu Camargo (voz e cavaco), Ricardinho 7 Platinelas (percussão), Gabriel Spazziani (voz e surdo), Laura Ghellere (voz e percussão) e Monalisa Madalena (voz e percussão).

 

 

Renato Dias foi criado na Vila Medeiros, periferia da zona norte de São Paulo. Freqüentou desde cedo os terreiros de Umbanda e Candomblé, onde as manifestações do couro do atabaque são uma resistência. Muxikongo, filho do Inzo Tumbansi (terreiro de Candomblé de tradição Bantu), faz do seu samba um contato direto com as casas de nação, o que se reflete também em seu trabalho com o grupo Sinhô Preto Velho, que mescla hip-hop com pontos religiosos afros-descendentes, desde 1998. Criou junto com Max Frauendorf e Ligia Fernandes o G.R.R.C. Kolombolo diá Piratininga, em 2002. Renato é um dos idealizadores e produtores musicais da coleção de CDs “Memória do Samba Paulista”. Em 2007, criou o grupo Cafeína – Frente de Tradição do Samba Paulista, com os produtores Gabriel Spazziani, Gringo Alegoria e Marquinhos 11 Horas. Seu atual desafio é apresentar conceitos e músicas que já vinham sendo desenvolvidos em seu primeiro disco solo “Antropofagia – O ritual samba-antropofágico do mestre de cerimônia”.

FONTE:http://vilamundo.org.br

Deu Jazz na Pompéia – 30/10/2010

Posted in Grátis, Música, Na rua! on outubro 29, 2010 by Cá Oliveira

Deu Jazz garante qualidade e novidades aos

amantes da música instrumental na Pompéia

Pelo quinto ano consecutivo, o Deu Jazz na Pompéia promete reunir o melhor da música instrumental, no dia 30 de outubro, das 12h30 às 19h30. Neste ano, Paulo Meyer, New Orleans Jazz Band, Bororó e os djs Edvaldo Jatobá e Ana John são as grandes atrações do evento, gratuito para o público em geral, que acontece desde 2006 na esquina das ruas Cajaíbas e Cotoxó.

Celebrando o aniversário de 100 anos do bairro, comemorado no último dia 7 de outubro, o Deu Jazz abre ainda espaço para novos talentos – como são os casos do Trio SalaMantra, formado só por mulheres, e o grupo Pedaço da Mata, que toca o melhor do instrumental brasileiro.

Realizado em frente ao bar Tiro Liro, na esquina das ruas Cajaíbas e Cotoxó, o Deu Jazz na Pompéia surgiu para reviver os tempos do saudoso Bar Pourquoi Pas, uma casa noturna que, durante o seu funcionamento, de 1987 a 1993, foi ponto de encontro dos amantes da arte e da cultura. O bar destacou-se como espaço privilegiado para os apreciadores do jazz, do blues, do rock e da MPB. Passaram pelo Pourquoi Pas grandes nomes da música brasileira, entre eles Raul de Souza, Nuno Mindelis, Zeca Baleiro, Chico César, Bocato e Rita Ribeiro

“O evento é um verdadeiro caldeirão de encontros e reencontros, de amigos, moradores e famílias do bairro. Propiciamos um sábado de lazer e música da melhor qualidade”, afirma Cleber Falcão Carneiro Pessoa, antigo proprietário do Porquoi Pás e atual coordenador do Centro Cultural Pompéia – entidade que realiza há cinco anos o Deu Jazz.

Atrações

Além das atrações musicais, o Deu Jazz na Pompéia promove no quarteirão do evento exposições de artes plásticas, apresentações de performances e atividades infantis. No espaço também haverá um boulevard, com barracas de alimentação e bebidas.

PROGRAMAÇÃO

DEU JAZZ NA POMPÉIA 2010

12h30 – Abertura com o DJ Edivaldo Jatobá (música mecânica de jazz, blues, MPB, instrumental e sons inéditos das décadas de 60, 70, 80 e 90)

13h20 – Trio SalaMantra (Bossa in Jazz e MPB Instrumental)

14h10 – Pedaço da Mata (Música Instrumental Brasileira)

15h – New Orleans Jazz Band (Jazz tradicional) 

15h50 – DJ Ana John (Acid Jazz & Soul)

17h – Bororó e amigos (Rock and Roll) 

18h – Paulo Meyer and the Burning Bush (Blues)

19h30 – Encerramento com o DJ Edivaldo Jatobá

12h30 – Abertura com o DJ Edvaldo Jatobá: música mecânica de jazz, blues, MPB, instrumental e sons inéditos das décadas de 60, 70, 80 e 90. Tocará durante os intervalos da programação.

13h20Trio SalaMantra & Érika Cabrero: Bossa in Jazz e MPB instrumental. Trio de mulheres que apresenta uma sonoridade brasileira e única. Formado por Nathália Barboza (piano), Graziela Zina (guitarra), Luciana Fernandes (percussão) o trio terá como convidada especial a cantora Érika Cabrero. Mais informações no www.myspace.com/salamantra.

14h10 Pedaço da Mata: Instrumental brasileiro. Quinteto musical paulistano, levará para o público uma mistura de diversas influências, como jazz, música instrumental, MPB (em especial o Clube da Esquina) e world music. A banda é formada por Tomaz Felippe (violão e voz); Ubiratan Araújo (flauta transversal e gaita cromática); Roger Satoru (bateria); Fábio Martinez (baixo elétrico e acústico) e Giuliano Ferrarri (teclados).

15h New Orleans Jazz Band: Jazz tradicional. Mais do que simplesmente um estilo, o modo New Orleans de tocar é uma completa concepção musical com gramática e cores próprias. Por isso são poucas no Brasil as bandas que cultivam esse gênero de música. Nesse cenário, a New Orleans Jazz Band é um dos grandes destaques. A banda é formada por

15h50 DJ Ana John: Acid Jazz e Soul. Uma das poucas DJs brasileiras que se destaca tocando sets sofisticados de Acid Jazz, Nu Jazz, R&B, Soul e Classic House, Ana John alia suas mixagens a vocais e instrumentos orgânicos de seus convidados. Ela pilotará as pick-ups no evento com repertório inédito de autores nacionais e internacionais que fizeram história no cenário do Jazz e Blues instrumental, como Jimmy Smith, B.B.King, James Brown, Dick Farney, George Benson, Herbie Hancock, Grant Green entre outros.

17hBororó e amigos: Rock and Roll e Rithym and Blues – O lendário Bororó, que tanto ensinou a tocar guitarra para muita gente hoje consagrada, nesta edição será homenageado por colegas contemporâneos como Tibério – que promete uma “supercozinha” musical de surpresa, além de uma jam session bem especial.

18h – Paulo Meyer and the Burning Bush: Ninguém fica parado quando o bluesman paulistano Paulo Meyer entra no palco e entoa os versos negros do blues com sua voz gutural, acompanhado da banda “The Burning Bush”, vigorosa e estradeira, na tradição do bom e velho estilo que despontou nas margens do Mississipi. A banda é formada por Paulo Meyer (voz e gaita), Paulo Resende (bateria), Mateus Schanoski (teclados), Alexandre Spiga (guitarra) e Caio Goes (baixo).

19h30 – término com o DJ Edvaldo Jatobá

FONTE:http://centroculturalpompeia.blogspot.com/

Espaço do Consumo Responsável – agora em novo horário: das 8h00 as 15h00

Posted in Agroecologia, Comidinhas..., Debate, Economia Solidária, Educação, Feiras, Luta por outro mundo!, Meio Ambiente, Na rua!, Oficinas, Orgânicos on outubro 20, 2010 by Cá Oliveira

Debate de Eco-sol com Paul Singer e Chico de Oliveira e

Posted in Debate, Economia Solidária, Grátis on outubro 20, 2010 by Cá Oliveira

Show Curimba – As Pastoras do Kolombolo!

Posted in Música on outubro 19, 2010 by Cá Oliveira

“Com as vozes do antigo pastoril e as manifestações de cantigas afro-indígenas, nasce a CURIMBA: núcleo formado por pastoras do Grêmio Recreativo de Resistência Cultural Kolombolo dia Piratininga para difundir o samba paulista e seus mestres. O grupo traz em sua força o a…calanto e o lamento das pretas velhas e a voz da mulher que não se calou representada na figura da escrava Anastácia. O canto das lavadeiras e rezadeiras se faz presente com o requinte da batucada de terreiro. Em seu repertório, o núcleo apresenta obras autorais, dos integrantes da Ala de Compositores do Kolombolo e de grandes sambistas da Paulicéia, como Zeca da Casa Verde, Geraldo Filme, Paulo Vanzolini e Toniquinho Batuqueiro.”

Formado por: Andrea Soares, Laura Ghellere, Letycia, Ligia Fernandes e Roberta Oliveira na voz, Flávia Maia na percussão e voz, Kei no pandeiro, Maria Fernanda no violão e Mônica Pérola Negra no surdo e voz. Músicos convidados: Gabriel Spazziani (cavaco) e Ricardinho 7 Platinelas (percussão)

O QUE : CURIMBA

QUANDO: Dia 19/10/10 (terça-feira) 

ONDE: Grazie a Dio! Rua Girassol, 67 – Vila Madalena

QUE HORAS: 22h30 (casa abre às 20h)

QUANTO: R$ 20 ou R$ 15 (homem) e R$ 10 (mulher) com nome na lista (lista@grazieadio.com.br) enviado até as 17h do dia do show; mulher VIP até as 22h

Mais informações: (11) 3031-6568