Deu Jazz na Pompéia – 30/10/2010

Deu Jazz garante qualidade e novidades aos

amantes da música instrumental na Pompéia

Pelo quinto ano consecutivo, o Deu Jazz na Pompéia promete reunir o melhor da música instrumental, no dia 30 de outubro, das 12h30 às 19h30. Neste ano, Paulo Meyer, New Orleans Jazz Band, Bororó e os djs Edvaldo Jatobá e Ana John são as grandes atrações do evento, gratuito para o público em geral, que acontece desde 2006 na esquina das ruas Cajaíbas e Cotoxó.

Celebrando o aniversário de 100 anos do bairro, comemorado no último dia 7 de outubro, o Deu Jazz abre ainda espaço para novos talentos – como são os casos do Trio SalaMantra, formado só por mulheres, e o grupo Pedaço da Mata, que toca o melhor do instrumental brasileiro.

Realizado em frente ao bar Tiro Liro, na esquina das ruas Cajaíbas e Cotoxó, o Deu Jazz na Pompéia surgiu para reviver os tempos do saudoso Bar Pourquoi Pas, uma casa noturna que, durante o seu funcionamento, de 1987 a 1993, foi ponto de encontro dos amantes da arte e da cultura. O bar destacou-se como espaço privilegiado para os apreciadores do jazz, do blues, do rock e da MPB. Passaram pelo Pourquoi Pas grandes nomes da música brasileira, entre eles Raul de Souza, Nuno Mindelis, Zeca Baleiro, Chico César, Bocato e Rita Ribeiro

“O evento é um verdadeiro caldeirão de encontros e reencontros, de amigos, moradores e famílias do bairro. Propiciamos um sábado de lazer e música da melhor qualidade”, afirma Cleber Falcão Carneiro Pessoa, antigo proprietário do Porquoi Pás e atual coordenador do Centro Cultural Pompéia – entidade que realiza há cinco anos o Deu Jazz.

Atrações

Além das atrações musicais, o Deu Jazz na Pompéia promove no quarteirão do evento exposições de artes plásticas, apresentações de performances e atividades infantis. No espaço também haverá um boulevard, com barracas de alimentação e bebidas.

PROGRAMAÇÃO

DEU JAZZ NA POMPÉIA 2010

12h30 – Abertura com o DJ Edivaldo Jatobá (música mecânica de jazz, blues, MPB, instrumental e sons inéditos das décadas de 60, 70, 80 e 90)

13h20 – Trio SalaMantra (Bossa in Jazz e MPB Instrumental)

14h10 – Pedaço da Mata (Música Instrumental Brasileira)

15h – New Orleans Jazz Band (Jazz tradicional) 

15h50 – DJ Ana John (Acid Jazz & Soul)

17h – Bororó e amigos (Rock and Roll) 

18h – Paulo Meyer and the Burning Bush (Blues)

19h30 – Encerramento com o DJ Edivaldo Jatobá

12h30 – Abertura com o DJ Edvaldo Jatobá: música mecânica de jazz, blues, MPB, instrumental e sons inéditos das décadas de 60, 70, 80 e 90. Tocará durante os intervalos da programação.

13h20Trio SalaMantra & Érika Cabrero: Bossa in Jazz e MPB instrumental. Trio de mulheres que apresenta uma sonoridade brasileira e única. Formado por Nathália Barboza (piano), Graziela Zina (guitarra), Luciana Fernandes (percussão) o trio terá como convidada especial a cantora Érika Cabrero. Mais informações no www.myspace.com/salamantra.

14h10 Pedaço da Mata: Instrumental brasileiro. Quinteto musical paulistano, levará para o público uma mistura de diversas influências, como jazz, música instrumental, MPB (em especial o Clube da Esquina) e world music. A banda é formada por Tomaz Felippe (violão e voz); Ubiratan Araújo (flauta transversal e gaita cromática); Roger Satoru (bateria); Fábio Martinez (baixo elétrico e acústico) e Giuliano Ferrarri (teclados).

15h New Orleans Jazz Band: Jazz tradicional. Mais do que simplesmente um estilo, o modo New Orleans de tocar é uma completa concepção musical com gramática e cores próprias. Por isso são poucas no Brasil as bandas que cultivam esse gênero de música. Nesse cenário, a New Orleans Jazz Band é um dos grandes destaques. A banda é formada por

15h50 DJ Ana John: Acid Jazz e Soul. Uma das poucas DJs brasileiras que se destaca tocando sets sofisticados de Acid Jazz, Nu Jazz, R&B, Soul e Classic House, Ana John alia suas mixagens a vocais e instrumentos orgânicos de seus convidados. Ela pilotará as pick-ups no evento com repertório inédito de autores nacionais e internacionais que fizeram história no cenário do Jazz e Blues instrumental, como Jimmy Smith, B.B.King, James Brown, Dick Farney, George Benson, Herbie Hancock, Grant Green entre outros.

17hBororó e amigos: Rock and Roll e Rithym and Blues – O lendário Bororó, que tanto ensinou a tocar guitarra para muita gente hoje consagrada, nesta edição será homenageado por colegas contemporâneos como Tibério – que promete uma “supercozinha” musical de surpresa, além de uma jam session bem especial.

18h – Paulo Meyer and the Burning Bush: Ninguém fica parado quando o bluesman paulistano Paulo Meyer entra no palco e entoa os versos negros do blues com sua voz gutural, acompanhado da banda “The Burning Bush”, vigorosa e estradeira, na tradição do bom e velho estilo que despontou nas margens do Mississipi. A banda é formada por Paulo Meyer (voz e gaita), Paulo Resende (bateria), Mateus Schanoski (teclados), Alexandre Spiga (guitarra) e Caio Goes (baixo).

19h30 – término com o DJ Edvaldo Jatobá

FONTE:http://centroculturalpompeia.blogspot.com/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: